Lemon Logo
 
Em todo o portal   
   
 
   Você está em: Lemon > Home > Quase um blog > Entrevistas
 

Emerson Calegaretti

Publicado por: Pê Martins em 28/02/2008


Emerson Calegaretti. Você pode até não reconhecer o seu nome, mas saiba que este executivo de 37 anos é responsável por uma série de mudanças em diversas empresas com as quais você está familiarizado.

Siemens? Starmedia Brasil? UOL? Google Brasil? Ele marcou presença nelas. MySpace Brasil? Ele é atualmente o vice-presidente.

Acompanhe o nosso bate-papo e veja quais são as propostas do MySpace para o Brasil.

Leia na íntegra
 

  Índice:

    Todas
    Entrevistas
    Artigos
    Notícias


Você deveria conhecer:

    e-Cards



Da Siemens para a Internet. Como foram os primeiros passos?

Em 1994 fui contemporâneo do Aleksandar Mandic, um dos pioneiros da Internet Brasileira, lá na Siemens. Motivado pela seus primeiros passos nesse mercado, decidi, com outros 2 sócios iniciar, uma empresa de desenvolvimento de software para a Internet. Estive nessa empreitada por 3 anos e foi essa a minha entrada neste mercado.

Você mencionou recentemente que haverá no MySpace um diretor de segurança e privacidade, que fará a interface entre a empresa e o ministério público. O combate aos crimes e delitos virtuais serão prioritários para a empresa aqui no Brasil?

Essa é uma prioridade mundial do MySpace, que se aplica de maneira muito importante ao mercado Brasileiro, tendo em vista os constantes problemas que nossos concorrentes enfrentam por aqui.

O que pode ser feito, de forma mais efetiva?

Nossa intenção é a de liderar a iniciativa de propôr um ambiente mais seguro na web, onde sejam respeitadas a segurança e a privacidade dos usuários.

E isso já está em andamento?

Sim, esse processo já está em andamento no Brasil e em breve vamos anunciar algumas iniciativas relacionadas a esse projeto.

Uma das grandes diferenças que podemos perceber quanto ao seu momento atual no MySpace, e outras empresas pelas quais você passou, é que no MySpace, você demonstra um ativismo político explícito, o que não era percebido anteriormente. Enquanto empresa, o MySpace estimula isso?

O MySpace estimula a livre expressão de idéias e o engajamento polÌtico e social com a comunidade. Faz parte da filosofia da empresa de que as pessoas devem se expressar da maneira como elas quiserem, debatendo idéias e trazendo um impacto positivo ao mundo.

Uma benção, então.

Sem dúvida. Sou um apaixonado por polÌtica e relações internacionais e fico feliz de poder expressar minhas idéias sem nenhum tipo de censura prévia. Acredito que uma das razões da nossa constante decepção com o cenário polÌtico atual é o baixo engajamento da sociedade, em particular os jovens, em relação ao tema.

Ao nos abstermos de sequer discutir polÌtica ou participar ativamente do processo, concordamos com o que está aí, e não podemos depois ficar chorando pelos cantos. No momento em que a sociedade realmente se interessar pelo processo e fazer ouvir a sua voz, muitas coisas mudariam no processo político Brasileiro.

Mas vou deixar claro que embora seja um engajado político, não apoio ou suporto nenhuma agremiação ou partido aqui no Brasil, porque não me identifico com com nenhuma bandeira levantada. Principalmente com o atual cenário de poder no Brasil.

Como você definiria o olhar que o MySpace tem para com a cultura, em particular, a música?

O MySpace nasceu do desejo de conectar artistas diretamente com seus fãs, subvertendo a ordem natural dos meios de comunicação onde a escolha do conteúdo apresentado é feito por poucos e empurrado goela abaixo para muitos.

Na prática, como isso funciona?

Numa rede social o consumo de conteúdo cultural não só é escolhido diretamente pelos usuários, mas a sua participação direta nesse processo guia os artistas sobre o que é que realmente vale a pena fazer, o que o público deseja. Música é um dos pontos mais importantes desse aspecto.

E no Brasil, já são muitos os artistas que estão aderindo à proposta do MySpace?

Temos vários artistas aqui no Brasil, que não estão associados a gravadoras e fazem um enorme sucesso. Isso redefine a maneira como o marketing em torno da música será feito nos próximos anos.

E as possibilidades de parcerias específicas com potenciais parceiros de conteúdo aqui no Brasil?

Estamos buscando isso de maneira prioritária, porém com uma grande diferença: Não somos um “portal de Internet” onde apenas adquirimos conteúdo para preencher nossas páginas.

Em nossa visão, essas potenciais parcerias de conteúdo devem levar em consideração a possibilidade de construir uma interação social em torno de conteúdo interativo. Ou seja, não pretendemos criar um conteúdo estético, apenas replicando o modelo que todo portal faz. Queremos construir um conjunto de interações sociais em torno desse conteúdo.

Fale um pouco sobre a participação do MySpace no projeto Open Social

O projeto OpenSocial é uma iniciativa liderada pelo MySpace e Google buscando a padronização na construção de aplicativos para redes sociais. A idéia é que os participantes desse consórcio tenham uma plataforma comum de desenvolvimento, visando facilitar a vida dos desenvolvedores web. Baseados nessa iniciativa estamos lançando o MySpace Developer Platform.

Esse projeto permite aos desenvolvedores web criarem “widgets” ou mini-aplicativos que podem ser utilizados pelos nossos usuários na rede social. Esses aplicativos ampliam as capacidades atuais oferecidas pelo MySpace porque abrem a porta para recursos desenvolvidos por terceiros.

Muita expectativa quanto à participação de desenvolvedores brasileiros?

Estamos muito animados com esse projeto e em particular acreditamos que a comunidade Brasileira de desenvolvimento pode se destacar muito no cenário mundial.

Quais as novas aplicações que o usuário do MySpace pode aguardar?

Existem várias iniciativas relacionadas a música que estão sendo “cozinhadas” pelo MySpace e em breve serão lançadas. Não comentamos sobre recursos futuros da nossa plataforma, mas com certeza, em breve, muitos novos recursos irão facilitar a vida dos usuários. 

Particularmente, o MySpace Developer Platform vai ser um trampolim para o desenvolvimento de milhares de aplicativos ligados a música que poderão ser utilizados pelos nossos usuários.

O MySpace é o sexto portal mais acessado do mundo, faz parte do Grupo Fox, mas levou um tempo considerável para abrir um escritório no Brasil. Com a chegada da empresa no Brasil, a versão brasileira do do portal saltou, quase que imediatamente, de trezentos mil para mais de um milhão de usuários. Com esse resultado, quais os diferenciais e ações locais podemos aguardar por parte da empresa?

A Fox Interactive Media, subsidiária da News Corp. e dona do MySpace é uma empresa muito nova, começou suas operações apenas em julho de 2005. Nossa divisão internacional começou em 2006. Então levamos apenas 1 (um) ano para chegar ao Brasil. Não demoramos, se você analisar sobre esse aspecto. E continuamos a expandir, agora estando presente em mais de 27 paÌses.

Sobre as ações locais planejamos investir muito em eventos no “mundo real”, fortalecendo nosso vÌnculo com os usuários. Também planejamos criar conteúdo local, que permita uma maior identificação do público local com o MySpace e isso inclui parcerias com grupos de comunicação em torno da rede social.

Produtos e serviços para celulares estão previstos para o Brasil?

Um produto para a plataforma móvel aqui no Brasil já está em beta-teste e vamos fazer um grande lançamento em torno disso.

E um programa de televisão ?

Já temos nosso próprio “canal de TV”, a diferença é que ele está 100% na Internet. Trata-se do MySpaceTV. Através desse produto não só oferecemos uma plataforma para que usuários enviem vÌdeos e os compartilhem com outros usuários, como também distribuímos conteúdo premium através da web.

O que são os Secret Shows?

Secret shows são eventos de música, executados em cidades ao redor do Brasil, onde a participação é gratuita, e restrita a usuários MySpace.

Como funciona?

Um mês antes do evento anunciamos a cidade, uma semana antes a banda e 2 dias antes o local. Para entrar basta trazer seu perfil MySpace impresso e os primeiros 500 a 1.000 felizardos, dependendo do tamanho da casa, entram de graça.

Como se dá a escolha dos artistas que farão os shows? Há intenção de gravar os eventos, para criar produtos como DVD's?

A escolha do artista é feita pela equipe de conteúdo do MySpace Brasil, baseado em critérios de popularidade dentro da nossa rede. Os shows são exclusivos, apenas para quem participar ao vivo, então não planejamos captar áudio e vÌdeo do show.

Quem foi, viu. Quem não foi, se prepara para um próximo.

O MySpace poderá se tornar presente de outras formas na indústria fonográfica?

O MySpace não tem planos de ingressar de maneira tradicional no mercado fonográfico. Somos uma excelente plataforma de marketing para artistas e bandas encontrarem o caminho certo com seus fãs.

De que forma?

Eu acredito que podemos estabelecer uma relação saudável com as gravadoras, como ferramenta de marketing, sem ferir nossa presença no mundo indie. No Brasil já temos mais de 58.000 perfis de bandas e temos certeza que esse número ainda vai crescer muito.

Existem casos pontuais de artistas, como o Duo Fisher, que alegam que o MySpace removeu material próprio deles, em função de terceiros terem se declarado donos dos direitos autorais da composição. Dizem também terem tentado contato com o MySpace, no sentido de comprovarem que são os titulares de direito das canções, e que não obtém nenhum tipo de retorno da empresa. O que você poderia comentar sobre isso?

Não tenho conhecimento dessa questão. Temos mais de 12 milhões de perfis de bandas no MySpace no mundo todo e, eventualmente, há disputas sobre quem é o verdadeiro autor de uma música.

Atendemos todas as requisições de direitos autorais e removemos o conteúdo, caso o dono do perfil não consiga comprovar a real posse desses direitos.

Recentemente o MySpace anunciou que estaria em negociação com gravadoras para oferecer músicas gratuitas para os seus usuários. O Brasil acompanhará esta tendência?

Essa é uma especulação, ainda não fizemos nenhum anúncio oficial a respeito. Todos os projetos do MySpace são globais, aplicados sempre para todos os países, então se caminharmos para alguma negociação nesse sentido, com certeza iremos replicar no Brasil também.

O que você diria para o usuário brasileiro, que ainda não conhece e experimentou o MySpace?

Diria para ele testar nosso produto, conhecer um pouco mais sobre nós e não apenas abandonar o que ele já usa. Temos certeza que o usuário é quem tem a palavra final nesse processo e não somos nós que decidimos por ele.

E o que temos a oferecer? A possibilidade de criar um perfil totalmente personalizado e se conectar com amigos não apenas no Brasil mas no mundo todo. Também poder explorar conteúdo cultural, principalmente música, do mais variado, e sem a influência marketeira obrigando-o a consumir algo que ele não quer.

E por fim, o MySpace pode ser o ponto central dele na web. Aqui ele pode manter um blog, álbuns de fotos, participar de grupos e fóruns de discussão, e tudo isso a partir do ponto central que é o seu perfil.

 

Referências na Internet


    MySpace Brasil
    MySpaceTV
    MySpace Secret Shows Brasil
    MySpace Developer Platform

Tags


 

Deixe o seu comentário


Nome:

E-Mail:

Comentário:


Informe código gerado 
  Dicas:

 Leia os nossos termos de serviço.

  Seu comentário será verificado, e não será exibido imediatamente.

 Evite palavras de baixo-calão e ofensas.

Seja tolerante com opiniões diferentes da sua.
 

Não existem comentários liberados para este post


 
 

     
     
 
INFOS
 Home | Cadastre-se | A empresa | Parcerias | Anuncie |
 
 
 Copyright © Lemon 1996-2020

Política de privacidade | Termos de uso